Assespro lança o Observatório do Censo 
14 de dezembro de 2021
Paiva Piovesan comemora 31 anos, com mais uma iniciativa: #NextGame
16 de dezembro de 2021
Desoneração da folha beneficia pequenas e médias empresas

Aprovada no Senado na última quinta-feira, 9, a prorrogação da desoneração da folha de pagamento, que beneficia os 17 setores que mais empregam no Brasil, vai proporcionar a manutenção de empregos e a geração de novos postos de trabalho. Um dos setores contemplados, o de TI sofre com a falta de mão de obra qualificada e até demandará cerca de 420 mil profissionais até 2024, segundo dados do Banco Mundial.

“Essa aprovação significa a manutenção de emprego e renda num momento em que temos 14 milhões de desempregados e que precisamos avançar e formar mão de obra. O setor de tecnologia é transversal e a mola propulsora para transformação digital do País”, afirma Italo Nogueira, presidente da Federação Assespro.

O texto permite que as empresas dos setores beneficiados substituam a contribuição previdenciária, de 20% sobre os salários dos empregados, por uma alíquota sobre a receita bruta, que varia de 1% a 4,5%.

Além disso, segundo Nogueira, o benefício garante competitividade ao setor, permitindo que as empresas mantenham seus talentos, que hoje são muito assediados pelas empresas estrangeiras.

Assespro defendeu a urgência na aprovação

O presidente da Federação Assespro, Italo Nogueira, participou da comitiva de líderes empresariais que se reuniu com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, e o relator do PL 2541/2021, senador Veneziano Vital do Rego. Na oportunidade, a Assespro defendeu a urgência na aprovação da desoneração da folha para o setor de TI.

Confira aqui a participação do presidente Italo Nogueira, no Jornal da Cultura, da TV Cultura, sobre a desoneração da folha de pagamento.

ASSOCIE-SE