Perder cliente é sinal de um péssimo negócio
26 de maio de 2021
ANPD aponta diretrizes para escolha de DPO, controlador e operador de dados
28 de maio de 2021
Por que seu colaborador precisa ter conhecimento sobre privacidade?

Não adianta preparar todos os sistemas e processos da empresa para se adequarem à LGPD e esquecer que são as pessoas que operam os sistemas e executam os processos. Todas as empresas devem elaborar um programa de treinamento sobre privacidade e proteção de dados para educarem seus funcionários sobre a importância da privacidade e a proteção de dados pessoais. É fundamental capacitá-los para realizarem os processamentos de dados adequadamente, mitigando os riscos de alguma violação.

Esse programa pode ter duas fases, de acordo com a sua abordagem. A primeira fase é comum para todos os colaboradores, sendo informativa e mais global. É preciso tratar sobre a legislação, sua importância, seus impactos e as responsabilidades de cada um. Esta fase pode ser um treinamento online, disponibilizado para os funcionários na intranet.  Na segunda fase do programa, o treinamento deverá ser direcionado para cada área de negócio, de acordo com a natureza de relacionamento que elas possuem com os titulares de dados. Essa fase abordará com mais profundidade a aplicação das bases legais de acordo com os tipos de processamento que a área realiza.

Os treinamentos devem ser reciclados, periodicamente, de acordo com a política interna da empresa ou quando houver mudanças significadas nas leis de privacidade. Torna-se necessário implementar métricas de aprovação/reprovação para medir a aplicação do treinamento e nível de aprendizado, tanto individualmente por funcionário quanto por área de negócio.

Edna Menezes é instrutora do curso Certificação em Proteção de Dados da Assespro-MG, diretora executiva da RPP Tecnologia e sócia-diretora da empresa Tributarie Eficiência.

ASSOCIE-SE
Ajuda? Chat via WhatsApp