Assespro-MG emite certidões exclusivas para suas empresas associadas
14 de agosto de 2019
Assespro: Não cabe distinção entre software de prateleira e software por encomenda
14 de agosto de 2019
Federação Assespro investe em capacitação e cria banco de dados de DPOs

Convergência Digital – Carreira | Ana Paula Lobo 

A Federação das Associações das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação – Federação Assespro – está preparando o maior banco de dados de profissionais no Brasil voltado para o cargo de Data Protection Officer (DPO), função criada na Lei Geral de Dados Pessoais, que entra em vigência no segundo semestre de 2020. Neste momento, o banco de dados já soma mais de 500 profissionais.

Em entrevista ao portal Convergência Digital, o presidente da Federação Assespro, Ítalo Nogueira, evitou dar um número base desejado de profissionais incorporados ao banco de dados, mas garantiu que a  iniciativa “será a fonte de especialistas do segmento tanto para as empresas associadas que queiram ter um DPO próprio como para quem quer prestar essa função na modalidade de serviço, como permite a legislação”.

O Data Protection Officer (DPO), ou o Encarregado, tem como missão na LGPD aceitar reclamações e comunicações dos titulares, prestar esclarecimentos e adotar providências, receber comunicações da autoridade nacional, orientar os funcionários e os contratados da entidade a respeito das práticas a serem tomadas em relação à proteção de dados pessoais; e executar as demais atribuições determinadas pelo controlador ou estabelecidas em normas complementares.

“É uma profissão do presente para quem quer se capacitar e do futuro para ampliarmos a empregabilidade em TI porque a gestão de dados passa a ser com a LGPD um compliance obrigatório para qualquer tipo de empresa e negócio”, observa Ítalo Nogueira. A certificação criada está sendo procurada por profissionais da área jurídica, gestores de TI, gestores de informação, cientistas de dados e profissionais de software que buscam um novo caminho.

Em algumas regionais, como a do Rio Grande do Sul, pioneira na iniciativa, já foram realizadas seis turmas de capacitação. “Esses especialistas querem, como se usa nas startups dar uma ‘pivotada’, nas suas carreiras. Querem um novo rumo e a gestão de dados é um caminho seguro”, acrescenta o presidente da Federação Assespro.

O curso de certificação envolve aulas presenciais e módulos no conceito de ensino a distância, que será cada vez mais aperfeiçoado, antecipa Ítalo Nogueira. Presencialmente, o curso acontece nas regionais da federação Assespro e as turmas contam com até 50 profissionais, com carga horária presencial de 20 horas. O custo varia entre R$ 900,00 para associados e R$ 1200,00 para não associados.

“Os cursos in company, em empresas não associadas e de outras verticais que não TICs, são essenciais e têm sido bastante procurados por organizações do varejo, do comércio e das finanças. Quanto mais profissionais certificados e preparados melhor será a adesão à Lei de Dados Pessoais”, reforça Ítalo Nogueira.

A Federação Assespro possui cerca de 2000 empresas associadas, que reúnem por volta de 100 mil profissionais e mais informações sobre a certificação em DPO podem ser obtidas no site da Assespro Nacional : www.assespro.org.br ou no site da Assespro Rio Grande do Sul, pioneira na certificação dos DPOs: www.assespro-rs.org.br

ASSOCIE-SE
WhatsApp chat