Normalidade nos negócios é lidar com as instabilidades
19 de outubro de 2020
Assespro defende participação de entidades em Conselho da ANPD
20 de outubro de 2020
Sucesso da Info tem como pilar algo impensável: baixo turnover em TI

A Infosistemas adotou, desde o ano de sua fundação, uma política de recrutamento distante dos padrões convencionais do mercado de seleção de talentos. Desde 2006, a empresa com expertise na gestão inteligente de veículos optou por um processo seletivo focado nas características comportamentais e nos valores de vida para recrutar, reter e engajar profissionais.

A metodologia de recrutamento foi desenvolvida pelo próprio CEO da Info, Marcelo Almeida. Após fundar seis empresas de TI e completar 18 anos de experiência como empresário, Marcelo buscou um novo modelo de contratação para resolver um problema recorrente nas empresas que liderou: o alto índice de turnover. “Ao atingir a maioridade empresarial decidi passar minha vida profissional a limpo. Comecei a questionar a falta de engajamento, o porquê da rotatividade elevada nos meus negócios anteriores e a analisar o perfil das pessoas que já haviam trabalhado comigo”, comenta.

Através de entrevistas realizadas com ex-colaboradores, por uma consultoria especializada no segmento, Marcelo teve acesso aos quatro motivos que contribuíram diretamente para o desligamento dos funcionários. O tópico ambiente de trabalho foi o primeiro da lista em virtude da falta de cooperação entre os funcionários e também por conta relação que era estabelecida entre os líderes e determinados integrantes da equipe. Foi aí que percebeu que não havia um clima organizacional bom, em seus antigos negócios, e que os problemas de relacionamento eram latentes. Em segundo plano ficaram ofertas salariais melhores, baixa perspectiva de crescimento e tecnologias obsoletas foram os demais pontos identificados na pesquisa.

A questão salarial e a menção ao uso de tecnologias obsoletas foram os assuntos mais fáceis de serem resolvidos. O outro tópico secundário ligado à remuneração, por se tratar de um problema matemático financeiro, foi solucionado rapidamente. Posteriormente, as tecnologias obsoletas passaram a ser substituídas por soluções mais modernas de forma que atendessem às expectativas e os anseios inerentes aos profissionais da área de TI.

Já os outros elementos, ambiente de trabalho e perspectivas de crescimento, foram cruciais para definirem os novos rumos e o posicionamento da Infosistemas no ecossistema de mobilidade, juntamente com a adoção do modelo de negócio SaaS (Software como Serviço) em substituição ao modelo tradicional de venda de software.

#Metas – O empreendedor, desde então, tomou a decisão de fundar uma empresa de forma mais planejada, usando estratégias para resolver os principais problemas e não simplesmente conviver com eles. Criar artifícios para que as pessoas não se desligassem da Info foi o objetivo traçado desde então. Para contratar com mais assertividade, Marcelo desenvolveu uma técnica de recrutamento, embasada em boas referências bibliográficas, entrevistas reais e em métodos utilizados, inclusive, por outros setores do mercado. “Decidi aprender a contratar e comecei a estudar para isso. Comecei a ler matérias, comprei livros sobre o assunto, conversei com psicólogos, com empresas especializadas em terceirização de mão de obra e serviços gerais, que aplicam técnicas específicas para selecionarem pessoas que possuam mais valores éticos do que propriamente um bom currículo.”

Após um longo período de experimentações e aprimoramentos, Marcelo focou a metodologia da entrevista em duas questões: nos valores de vida e no raciocínio lógico do candidato. Com esse novo modelo de processo seletivo, o time da Info começou a ser montado a partir da contratação de pessoas com estilos e conceitos de vida muito similares. “Procuro transmitir segurança para o candidato, logo no início da entrevista. Faço questão de mencionar que, caso ele seja selecionado para a vaga de emprego, entrará para uma grande família formada por profissionais educados, engajados, fiéis, cordiais, éticos, resilientes e perseverantes”, ressalta.

#O céu é o limite – Para que as pessoas atingissem o desenvolvimento profissional dentro da Info, Marcelo assumiu o compromisso de fazer a empresa crescer em um ritmo forte, de tal forma que conseguisse gerar melhores oportunidades para seus colaboradores. “Escolhi ser justo com os funcionários, optei por formar líderes internos e deixei de buscar no mercado profissional para ocupar a posição de gestor”.

Inclusive, quatro ex-colaboradores já foram promovidos a sócios e Marcelo considera estender o convite para outros funcionários. “O profissional que entra para nosso time tem a oportunidade de chegar até o topo, porque na Info o céu é o limite”, enfatiza.

#InfoFamília – Para vestir a camisa do time da Info é preciso vencer duas etapas. O candidato precisa passar pela entrevista comportamental, que é decisiva e eliminatória e, na sequência, ingressar no teste técnico. “Nunca tinha visto algo parecido”, afirma Samara Kujavo sobre o formato do recrutamento.  O fato de ter sido abordada já no LinkedIn, diretamente pelo CEO, já foi algo muito diferenciado quando se compara com os métodos adotados pelo mercado.

“No início eu me assustei, justamente por não ser comum essa prática. Mas, sem dúvida, foi uma das melhores experiências que eu tive enquanto profissional. Um processo seletivo de emprego fora das práticas tradicionais, resumido em um bate-papo descontraído. O Marcelo me deixou super à vontade. Fiquei até emocionada quando ele contou a história da Info, com um orgulho que dá pra sentir na voz”, frisa a product owner.

Quando o CEO mencionou que a motivação dele era ajudar na realização dos sonhos das pessoas, Samara sentiu o quão humano tinha sido aquela entrevista. “Acredito que, por dar essas prioridades no processo, a empresa consegue obter uma alta retenção de colaboradores bem como a confiança que acontece de forma mútua”, enfatiza.

O desenvolvedor Leonardo Andrade participava de três processos seletivos, na época, e ter sido entrevistado pelo CEO foi o fator contribuinte para que ele pudesse conhecer a empresa melhor, sua história, seu time, seus objetivos futuros e optar por trabalhar na Info. “Geralmente, todos os candidatos que se prontificam a ocupar uma vaga possuem bons currículos, no entanto, as características comportamentais para compor uma equipe são fundamentais para que se siga uma linha tênue, possibilitando a formação de um time sincronizado, eficiente e com espírito colaborativo”.

O profissional Leonardo Viana arrisca em dizer que a entrevista foi a melhor experiência que teve em sua carreira profissional. O Marcelo foi bem educado e paciente, conseguiu deixar o desenvolvedor ainda mais confortável para responder todas as perguntas elaboradas. “Acredito que tivemos muitas coisas em comum quando se trata do âmbito pessoal, sendo assim a conversa fluiu de forma interessante e intuitiva. Tive também a oportunidade de ouvir sobre a história da Info. Assuntos sobre como, onde, o porquê e quando ela nasceu me serviram de inspiração”, relembra.

Com relação aos aspectos comportamentais abordados na primeira etapa, Leonardo acredita ser de muita valia focar nas características individuais. “Todo ser humano possui uma história para contar, dois ou mais indivíduos com a mesma experiência de vida têm a grande probabilidade de trabalharem em equipe, de serem amigos e de se colocarem no lugar do outro, ou seja, criarem uma relação de empatia. E, na Info, se preza muito pelo respeito, transparência, honestidade e, principalmente, a humildade”, acrescenta.

O desenvolvedor Marcelo Brigolini também considerou sensacional o recrutamento da Info, especialmente na fase inicial. “Ter o CEO, tomando parte do seu tempo para apresentar a empresa e sua história, comprova o cuidado da Info com o profissional desde o momento da sua seleção.”

Em sua opinião, faz todo sentido priorizar as características comportamentais e os valores de vida do candidato. Lembro do Marcelo me falar algo do tipo: “Programação se aprende, boas práticas não.”

A Info segue crescendo de forma acelerada, por apostar nessa filosofia de trabalho baseada em uma política diferenciada de recrutamento de talentos. A empresa destaca-se no ecossistema de mobilidade por ter como alicerce principal uma metodologia focada no desenvolvimento profissional e na progressão de carreiras. Seu sucesso está atrelado a algo desafiador e inimaginável na indústria de tecnologia: o baixo índice de turnover.

ASSOCIE-SE
Ajuda? Chat via WhatsApp