Info participa de debate sobre o mercado de gestão de frotas na crise
8 de abril de 2020
Federação Assespro lança manifesto em defesa da sociedade e do setor de TI
8 de abril de 2020
Inovação em pequenas empresas: um fator de sobrevivência

Em uma economia globalizada, onde empresas competem com outras localizadas em qualquer parte do mundo, a tecnologia e a inovação se tornaram fatores determinantes para a sobrevivência dos pequenos negócios.

Engana-se quem pensa que somente as grandes empresas precisam introduzir a inovação na estratégia empresarial. As pequenas empresas devem compreender que a inovação tornou-se peça essencial para a sobrevivência de qualquer negócio, e que precisa ser incorporada em todas as etapas da gestão para que a empresa tenha um posicionamento diferenciado para seus clientes, fornecedores, colaboradores e sociedade.

No Brasil, inclusive, a abertura de um número considerável de empresas, notadamente, micro e pequenas constituem um importante fator de desenvolvimento para o país. Elas ajudam a fortalecer o próprio estado, na medida que contribuem com a geração de emprego e no aumento da arrecadação.

Vale ressaltar que a inovação quando acessível para esse público pode ser decisiva tanto para o desenvolvimento do negócio quanto para garantir a sua sustentabilidade. Por meio dos ganhos proporcionados pelo impacto gerado nos níveis de produtividade, a inovação amplia as possibilidades de a empresa tornar-se mais competitiva e lucrativa, e cria assim um círculo virtuoso capaz de melhorar a economia como um todo.

Mas para que isso ocorra, o pequeno empresário precisa compreender que mudar é difícil, mas não mudar é fatal. Vivemos em um cenário onde os concorrentes são invisíveis e a fórmula que levou o seu negócio ao sucesso até agora, não será a mesma de amanhã. Somente através da inovação que os pequenos negócios poderão dar um salto de qualidade e competividade.

Deixar a inovação de lado para a pequena empresa significa correr o sério risco de entrar para as estatísticas divulgadas pelo SEBRAE: metade das pequenas e médias empresas (PME) fracassa durante os primeiros cinco anos de sua existência, e até 90% encerram suas atividades antes de completar 10 anos.

E por onde o pequeno empresário pode começar quando o tema é inovação?

Se a receita para inovar fosse simples, universidades, editoras e consultorias não ganhariam milhões todos os anos vendendo cursos, livros e compartilhando conselhos sobre o assunto. Apesar da falta de uma fórmula mágica, algumas atitudes e ações podem fazer a diferença.

No dicionário, a palavra inovação significa o ato ou efeito de inovar, introduzindo novidades ou reinventando o que já existe, ou seja, inovar não é invenção. Sendo assim, primeiramente, procure entender como é possível fazer algo mais rápido, com mais qualidade e com menor custo.

É crucial também levar em consideração que a inovação não está nas máquinas e, sim, nas pessoas. O ser humano é a peça fundamental nesse processo, a sua capacidade de criação que irá garantir um diferencial para empresa, não importando seu porte ou segmento de atuação. Invista no seu time, tenha profissionais competentes como parceiros e estimule a inovação.

Caso você ainda pense que a inovação é só para grandes empresas, reveja seus conceitos e lembre-se que o contexto enxuto e menos burocratizado de uma empresa de pequeno porte deixa o ambiente mais favorável à inovação. Com a adoção de processos mais eficazes, os negócios em crescimento costumam ser melhores para gerar ideias disruptivas, no ambiente interno ou externo, e contam com mais autonomia para aplicá-las com agilidade.

Para isso, é preciso que os líderes tenham plena consciência da importância de estimular e de valorizar a inovação. É fundamental que os gestores estejam dispostos a acompanhar e encabeçar essa iniciativa, e ao exercer a liderança irão estar aptos a oferecer as soluções demandadas pelos consumidores e pela sociedade.

Além disso, o pequeno empresário precisa conhecer as várias iniciativas de apoio a pequenas empresas relacionadas à inovação, com a disponibilização de recursos financeiros para serem aplicados nesse âmbito. Fique atento ao que acontece ao seu redor e, se necessário, peça ajuda! Busque formas de colocar a inovação como tema fundamental para a sua sobrevivência, pois somente assim você poderá fugir das estatísticas negativas e fazer de fato a diferença.

Fernando Pereira dos Santos é CEO da SystemDataBase, Líder de Projetos Digitais da Abrasel Nacional e Vice-Presidente de Comunicação e Marketing da Assespro-MG.

Fonte: Sebrae – Pequenas Empresas & Grandes Negócios

ASSOCIE-SE
Ajuda? Chat via WhatsApp